Nesta entrevista à Starry Constelation Magazine, em 2007, Stana Katic fala sobre sua participação em Heroes, Banquete do Amor e de seu novo trabalho, dirigido por Frank Miller, The Spirit – O Filme.

Quais são os projetos recentes em que você está trabalhando?
Eu acabei de finalizar algumas participações como convidada em CSI: MiamiThe Unit. Algumas delas já foram exibidas e outras ainda serão. Foram personagens muito legais de se interpretar e estou começando a trabalhar em um novo filme de Frank Miller. Ele é o roteirista de Sin City: A Cidade do Pecado, (o filme) se chama The Spirit. Eu começarei a grava-lo em uma semana e estou muito animada quanto a isso, é com Sam Jackson, Evan Mendes e Scarlett Johansson. É um filme baseado nos quadrinhos antigos de The Spirit, que são da era de histórias de Will Eisner, tipo, anos 40 e em diante. Vai ser divertido, parece que vai ser um grande filme e Frank Miller é um cara muito criativo.

Tantos fãs gostariam de ver você de volta à série Heroes. Parece que você não terá tempo de retornar para a série.
Eu não sei, eu adorei essa participação, achei que havia um potencial verdadeiro na personagem. Veremos, ela está meio morta e meio viva, em um futuro ela está morta e em outro, não. Esse é o sentimento de que tudo pode acontecer, mas eu realmente gostei (de participar da série), foi muito divertido. Eu conhecia Milo Ventimiglia de outro projeto que fizemos juntos há muito tempo, quando eu cheguei a Los Angeles. Ele é fantástico e tão profissional, então foi legal vê-lo novamente e trabalhar com alguns dos outros membros do elenco. Todos eles são pessoas talentosas, realmente divertidas e adoráveis e eu adoraria ter a chance de trabalhar lá novamente. Eu não acho que essa personagem foi totalmente descartada. Eu sei que muitos fãs estavam muito ansiosos para esta agente Mossad durona chegando e causando alguns problemas e resolvendo outros mistérios.

Você faz parte do filme Banquete do Amor, que está nos cinemas, agora. O filme recebeu tanta crítica maravilhosa, você achou que essas críticas seriam feitas enquanto você estava gravando?
Sabe, esse projeto tinha vários pesos pesados, como Morgan Freeman e o diretor Robert Benton, de Kramer vs. Kramer, e a Lakeshore Entertainment o produziu. Eles fizeram projetos como Menina de OuroAnjos da Noite. Dada essa combinação, era uma aposta segura, desde o início, que o filme seria cuidadosamente executado. Estou feliz que o público gostou e você meio que sabe, quando você entra em algo em que todos são muito talentosos e profissionais, que você está entrando em algo que será bom e que as pessoas trabalharão duro.

Você teve uma breve cena nua no filme, houve alguma hesitação em aparecer nua na tela?
Eu acho que sempre há aquela coisa inicial de se acostumar com a ideia de fazer uma cena íntima em um ambiente não íntimo. Eu venho de uma família europeia, então qualquer medo inicial ou trepidação foi abandonado muito rápido. Acho que os europeus são muito menos puritanos com o corpo do que outras partes do mundo.

O que você acha que há no filme que atraiu tantos telespectadores?
Eu acho que é um daqueles filmes que tenta inspirar as pessoas a amar os seus amigos, sua família e seus amores ainda mais e a realmente curtir os relacionamentos que temos. É essa mensagem positiva que, acho, é o motivo das pessoas serem atraídas a ele, especialmente agora, quando as coisas estão tão complicadas. Por exemplo, seja o clima ou a política, as pessoas estão, provavelmente, procurando por algo que os lembram dos valores fundamentais. Acho que um filme como esse realmente nos ajuda a colocar perspectiva na vida e a focar nas coisas que deveria importar para nós.

Quando você assume um papel, de onde você tira a sua atuação?
Isso é diferente em cada vez, depende da personagem. Às vezes, uma personagem vem de uma pintura ou uma foto e, às vezes, é da música. Às vezes, tenho que fazer muita pesquisa sobre a vida e o mundo dessa personagem, para entendê-la. Às vezes, eu me inspiro das minhas próprias experiências, é como um saco de surpresas, eu vou e pego o que eu conseguir, de onde eu conseguir. É apenas uma busca, você começa vendo se as coisas agradam e soam verdadeiras aqui e ali e você segue naquela estrada um pouco e, em seguida, espera que a leve a encontrar mais sobre a personagem.

Você teve o prazer de trabalhar com uma lista longa de atores maravilhosos. Existe alguém que você gostaria de trabalhar no futuro, mas ainda não teve a chance?
Sim, eu adoraria trabalhar com Jack Nicholson, acho que teríamos uma fantástica batalha verbal e acho que detonaríamos uma cena. Ele e Daniel Day-Lewis, isso seria genial. Eu estava conversando com uma amiga e ela disse que Daniel Day-Lewis é o sonho de uma mulher inteligente. Depois, eu gostaria de estar em um clipe do Tool, não sei se isso entra nessa pergunta, mas aí está!

Existe algum lugar online onde os fãs podem ir para saber mais sobre você?
Sim, eu tenho um website e é stanakatic.com e está um pouco desatualizado, no momento, estamos passando por uma revisão. Mas esse é um bom lugar para começar e, em seguida, haverá uma nova versão pronta em algumas semanas.

O que você gostaria de dizer aos seus fãs e seguidores?
Obrigada por serem fãs e seguidores, é realmente fantástico, na verdade, estou meio surpresa que exista fã e seguidor. Eu adoro que eles apenas assistam as minhas coisas e, espero, gostem, isso é bom para mim. Se eles querem se chamar de fãs e seguidores, então é realmente fantástico e é uma honra; eu realmente agradeço.

Read English version