Na sexta-feira o Alternative Travel Project lançou o seu mais novo e melhorado site repleto de novidades (agora eles são .org e não mais .com!), como uma nova lista de músicas para serem ouvidas durante o seu uso de meios de transportes alternativos e uma nova lista de livros relacionados ao assunto.

Outra novidade foi o tão aguardado vídeo do painel “In Her Shoes: Mulheres em uma LA sem carro”, o qual Stana Katic e toda a equipe do Alternative Travel Project participaram em março.

O vídeo pode ser conferido abaixo e a transcrição do que é dito, logo em seguida (não legendaremos este vídeo para que o original não perca os números de visualizações, espero que entendam).

Além de conferir o novo site do Alternative Travel Project, não deixem de seguí-los no Twitter, Facebook e Instagram e de ficar sem o carro por pelo menos um dia no mês! ;)

ALTERNATIVE TRAVEL PROJECT
In Her Shoes: Mulheres em uma LA Sem Carro

Stana Katic: Boa noite. Bem-vindos. Meu nome é Stana Katic e sou a fundadora do Alternative Travel Project. Obrigada por virem ao In Her Shoes, uma discussão sobre mulheres em uma LA sem carro. Estamos aqui a serviço do sistema público de transporte de Los Angeles e para iniciar um diálogo sobre o que podemos fazer para ajudar a criar transporte mais seguro e acessível para as mulheres em nossa cidade.

Lindy Lee (Vice-Diretora da Administração do Transporte Metropolitano do Município de Los Angeles): A visão do Metro é, na verdade, entregar um sistema de transporte seguro e confiável de classe mundial. Quanto mais pessoas comuns conseguirmos no sistema, tanto no ferroviário quanto no VLT e no ônibus, mais seguro será.

Stana Katic: Como ajudamos torná-lo mais seguro?

Ronene Anda (Chefe da Divisão do Departamento de Policiamento de Trânsito do Município de Los Angeles): Trânsito é a comunidade que monitoramos, então precisamos de vocês como nossos olhos e ouvidos para nos ajudar. Se você vir algo, uma das maiores coisas é, por favor, dizer alguma coisa, de um jeito ou de outro. Temos um aplicativo chamado LA Metro Transit Watch, você pode baixá-lo e vai diretamente para a nossa central. Você também pode ligar para 922-SAFE.

Margot Ocañas (Coordenadora de Pedestres da LADOT): Verificamos que o DPLA quer fazer campanhas de segurança. Nosso departamento quer fazê-las, assim como o Metro e a Saúde Pública. Precisamos ter uma voz por trás disso.

Stana Katic: Você é uma mulher da Geração Y que frequentemente, ficar sem carro. Por que você acha que a Geração Y está abraçando o transporte alternativo?

Shauna Nep (Diretora de Inovação da Comunidade, Fundação Goldhirsh): Crescer em uma época que a tecnologia está a nosso alcance com certeza teve um impacto enorme, e acho que estamos desejando um tipo de interação social. O ônibus e o trem, obviamente, oferecem uma ótima maneira de se conectar com outras pessoas e acho que isso é parte da malha da cidade.

Stana Katic: Eu adoraria ouvir sobre como LA seria se todos ficassem sem carro por, talvez, um dia no mês. Como isso afetaria as coisas em LA?

Jim Haw (Professor do Programa do Departamento de Química e Estudos do Meio-Ambiente da USC): Se pudermos reduzir a dependência de veículos motorizados haverá uma certeza estatística da redução de mortalidade e outras consequências para a saúde dos americanos.

Stana Katic: Estou tão animada de estar sentada aqui com pessoas que estão dispostas a fazer um
esforço extra para melhorar um bom sistema, um ótimo sistema e construí-lo até o seu potencial máximo.

Luba Katic (Assessora de Comunicação, Ministério do Meio Ambiente e Mudança Climática de Ontario): Pedalar para o trabalho é um bom habito meu, e meus filhos são grandes o bastante para usar o transporte público ou a bicicleta. Ficar sem carro não é fácil, mas vale a pena.

Valeria Ceballos (Estudante, usuária de transporte público): Há uma razão mais forte e mais poderosa continuo a usar o Metro. É porque eu sou uma mulher e ele me dá algo que, sem o Metro, eu raramente acharia possível: a independência da minha vida.

Stana Katic:  Use este sistema, ele é nosso afinal.