Stana Katic e Will Pascoe falam dos temas da terceira temporada de ‘Absentia’ e o futuro da série

Em uma entrevista exclusiva ao site MEAWW, a atriz e produtora Stana Katic e o showrunner Will Pascoe falaram sobre incluir a questão dos refugiados sírios na terceira temporada da série e o futuro dela.

A terceira temporada de Absentia estreou na Amazon Prime Video (Estados Unidos, Reino Unido, Itália e alguns países da Europa) em 17 de julho. Na terceira temporada, Stana Katic, Matthew Le Nevez e Patrick Heusenger, entre outros, reprisam seus papéis como Emily Byrne, Cal Isaac e Nick Durand em uma emocionante série criminal de suspense que aparentemente chega ao fim, quando Emily conseguiu obter justiça para si mesma, sua família e outras vítimas nesta temporada, mas o final também deixa a possibilidade de um novo começo para a Agente Especial Byrne, se a série for renovada. Nesta entrevista exclusiva com a atriz e produtora executiva Stana Katic e com o showrunner Will Pascoe, ficamos sabendo do que aconteceu durante a produção desta temporada, especialmente os temas – a crise dos refugiados, golpes experimentais de empresas farmacêuticas, tráfico de órgãos – e a representação do mesmo.

Falando sobre como eles incluíram com sucesso a transferência de refugiados sírios, empresas farmacêuticas desonestas que tentam lucrar com pessoas em risco, Pascoe disse que houve muito trabalho duro e muitas noites tardias. Ele explicou: “Temos sorte de termos uma excelente equipe de roteiristas que realmente se empolgou com as histórias que queríamos contar nesta temporada. E queríamos falar sobre alguns dos problemas do mundo que poderiam ser colocados em evidência.

Ele também acrescentou: “Apenas queríamos falar sobre algumas das coisas que acontecem no mundo, dramatizá-las e colocar nossos personagens nessas situações e fazer com que eles tenham escolhas difíceis diante deles, para que possamos ver o que eles fazem e como saem disso, como saem mudados e afetados por essas decisões e experiências.

Pascoe também valorizou a ótima equipe que a série teve na Bulgária e como eles ajudaram a trazer com sucesso um conceito para a tela. Stana Katic, que também atua como produtora executivo da série, acrescentou: “Esta é uma história muito internacional que está sendo contada por uma equipe internacional, nosso grupo estava chegando de avião ou vindo de todo o canto do mundo, e eu estou falando da Costa Rica, África do Sul, França, Israel, Polônia, EUA, Grã-Bretanha, todas as áreas da Grã-Bretanha.

Ela disse que essa equipe trouxe não apenas seu talento criativo a bordo, mas também sua visão de mundo, e como a equipe se importava com o que estava sendo dito e retratado na série. Ela explicou, “Quando eu pedia que o nosso mixador de som de Israel falasse comigo sobre as experiências que estavam sendo passadas para ele na tela… Foi uma experiência muito bonita contar esta história junto com a sua perspectiva global.

Uma das coisas que a série aborda é o tráfico de órgãos e também muito no início da temporada. Falando sobre se essas foram idéias orgânicas que foram desenvolvidas em continuação com as temporadas anteriores ou se fizeram uma tentativa consciente de esclarecer essas questões específicas, Pascoe disse que as questões eram pessoais e importantes para ele. Ele também acrescentou que um dos roteiristas da série, Katrina Cabrera Ortega, é mexicana-americana de quinta geração que foi profundamente afetada pelo que estava acontecendo na fronteira sul, quando as famílias estavam sendo separadas. Isso o levou ao pensamento de como dramatizar algo assim e se isso poderia ser colocado no mundo de Absentia. Ele também explicou que Katic também o inspirou a incluir esses temas na série.

Falando sobre Stana Katic, ele disse, “Parte de toda a inspiração da temporada foi como meu primeiro encontro com Stana (Katic). E eu entendi que ela estava meio envolvida com o mundo e envolvida com questões políticas e sociais. Ela estava simplesmente muito mais conectada e comprometida do que eu imaginava.

Ele acrescentou ainda: “Ela realmente lê muito. Ela é uma pensadora profunda. E eu fiquei tipo, ‘tá, então a atriz está meio que dedicada a essas coisas. Então, por que não simplesmente planejamos a temporada para olhar para algumas dessas questões, porque eu gosto disso, a estrela da série, que também é uma produtora executiva e que também gosta disso foi um pouco inspiradora. Tipo, podemos contar para um ótimo suspense de caráter psicológico, mas também explorar o mundo em que vivemos agora, na esperança de abrir os olhos do público para coisas maiores das quais eles talvez não estejam cientes e tentar envolvê-los e fazê-los dar uma olhada mais profunda no mundo em que vivem.”

Sobre o futuro da série, Will Pascoe brincou que, para não vermos mais o Flynn sofrendo, a quarta temporada serie um “seriado cômico e todos meio que ficariam na sala de estar,” Stana Katic completou que eles estariam fazendo musicais. Mas falando sério, Will Pascoe comentou sobre o futuro da série, “Não sabemos ainda sobre a quarta temporada. A terceira temporada precisa de ser lançada na Amazon e os poderes lá de cima têm que tomar alguma decisão sobre a série e o futuro dela e coisas assim. Então, agora estamos apenas nos divertindo com a empolgação da terceira temporada, que será lançada em algumas horas, e esperando que as pessoas a amem e assistam com a mesma paixão que eles a esperavam.”

Emmy: Amazon Studios considera Stana Katic na premiação de 2020

Em abril, antes mesmo do lançamento da terceira temporada de Absentia, o site norte-americano especializado nas premiações do Emmy, o Gold Derby, informou que a Amazon Studios havia enviado sua lista de nomes a serem considerados à indicações referentes às temporadas 2019-2020.

Por sua atuação na segunda temporada de AbsentiaStana Katic aparece na campanha de indicação do estúdio à Atriz Protagonista em Série de Drama e Patrick Heusinger, seu colega de elenco, como Ator Protagonista em Série de Drama.

Os indicados ao Emmy Awards 2020 serão revelados em uma transmissão ao vivo em 28 de julho, terça-feira, a partir das 12:30, no site oficial do evento. No Brasil, a partir das 12:10, o canal TNT fará uma transmissão ao vivo do evento mostrando as indicações e comentando sobre os indicados. Esta transmissão ao vivo também acontecerá no YouTube, Twitter e Facebook no canal.

A cerimônia de premiação está prevista para acontecer em 20 de setembro, com Jimmy Kimmel como apresentador. Provavelmente, este será um evento remoto, sem o comparecimento dos indicados, membros da instituição e demais convidados.

TV Insider: Stana Katic indica um relacionamento importante para a Emily na nova temporada de ‘Absentia’

Durante breve conversa com o site estadunidense TV Insider, Stana Katic falou da terceira temporada de Absentia e sobre sua personagem, Emily Byrne.

Pela primeira vez, a vida parece tranquila para Emily Byrne (Stana Katic). A agente especial do FBI passou os meses desde o final devastador da segunda temporada de Absentia cumprindo a sua suspensão da agência e tentando reconstruir seu relacionamento com o ex-marido e colega agente do FBI, Nick (Patrick Heusinger), e seu filho, Flynn (Patrick McAuley).

Mas quando a terceira temporada da série de suspense se inicia, esse senso de normalidade é derrubado, quando um caso em que Nick está trabalhando sai do controle: ele é sequestrado.

Isso leva Emily a entrar na toca do coelho de um mundo periférico,” brinca Katic. Quando o FBI resiste ir atrás dos sequestradores, Emily suspeita de uma conspiração e ataca sozinha. “Essa personagem é um lobo solitário, afinal,” diz Stana Katic.

Emily une forças com o amigo e confidente Agente Especial Cal Isaac (Matthew Le Nevez) para encontrar seu ex-marido. Stana Katic diz que os telespectadores devem ficar de olho em Cal. “O relacionamento de Cal e Emily é muito importante para ela,” diz Katic.

Ele dá muitas reviravoltas. Tudo com o Cal, de pequenas falas casuais ​​a ângulos de câmera propositais, dará ao espectador dicas e compreensão do que está sendo construído para o final.” Em uma série que mostrou traição após traição, vamos torcer para que Emily não esteja no meio de outra!

A terceira temporada completa de Absentia pode ser assistida nos serviços de streaming da Vivo (Vivo Play) e Net (Net NOW) e também no site do Canal AXN.

Atualizado: IFC, Signature e Rialto adquirem direitos de distribuição de ‘A Call to Spy’

Deadline informou com exclusividade que a IFC Films (da AMC Networks) adquiriu os direitos de distribuição na América do Norte do filme estrelado por Stana Katic, A Call To Spy. A previsão de estreia para o filme é no outono de 2020.

À medida que as forças da Grã-Bretanha foram sobrecarregadas durante a Segunda Guerra Mundial, o Executivo de Operações Especiais de Winston Churchill (SOE) começou a recrutar mulheres como espiões. A missão assustadora: realizar sabotagem e formar uma resistência. A espiã Vera Atkins (Stana Katic), que mais tarde se tornou a inspiração para Miss Moneypenny, de Ian Fleming, na franquia James Bond, foi a principal recrutadora desse exército secreto. Atkins selecionou duas candidatas incomuns: Virginia Hall (Sarah Megan Thomas), jornalista americana de Baltimore comprometida por uma perna de pau, e Noor Inayat Khan (Radhika Atpe), uma informante de descendência indiana e pacifista declarada. Junta, elas trabalharam para acabar com o regime nazista na França. A coragem, sacrifícios e determinação dessas três mulheres ajudaram a reprimir a ocupação nazista e, por fim, mudaram a maré da guerra.

A Call to Spy também estrela Linus Roache como Coronel Maurice Buckmaster, Rossif Sutherland como Dr. Chevain, Marc Rissmann como Klaus Barbie, Samuel Roukin como Christopher e Laila Robins como Pirani.

O filme foi produzido e escrito por Sarah Megan Thomas e dirigido por Lydia Dean Pilcher e já teve estreias no Reino Unido (Festival Internacional de Cinema de Edimburgo, em 21 de junho de 2019), Canadá (Festival de Cinema de Whistler, em 06 de dezembro de 2019) e EUA (Festival de Cinema de Santa Barbara, 17 de janeiro de 2020).

Arianna Bocco, Vice-Presidente Executiva de Aquisições e Produções da IFC Films, disse, “É raro encontrar um filme de guerra com uma personagem feminina complexa, imagina com três, como em A Call to Spy. Lydia Dean Pilcher e Sarah Megan Thomas criaram lindamente a história real de mulheres reais que enfrentaram o ódio na Segunda Guerra Mundial e estamos entusiasmados em trazer ao filme a atenção que ele merece.

“Essas três mulheres, motivadas pelas apostas da humanidade, tiveram a opção de colaborar, não fazer nada ou resistir. Suas histórias são mais relevantes hoje do que nunca. É um prazer trabalhar com a IFC Films, uma antiga defensora da visão independente,” disse Lydia Dean Pilcher.

Sarah Megan Thomas acrescentou: “Estou emocionada em fazer parte da IFC nesta história sobre heroínas reais. Esperamos compartilhar com o mundo um filme que humanize pessoas corajosas de diferentes países que se uniram em uma época de crise, entendendo que estamos juntos.

Confira a seguir algumas fotos promocionais de Stana Katic como Vera Atkins.

Inicio » Filmes | Movies » 2019: Liberté: A Call to Spy » Fotos Promocionais

A IFC Films faz parte da AMC Networks que opera no Brasil com os canais AMC e Sundance TV. Apesar da notícia ser específica sobre a América do Norte, esperamos que o filme seja distribuído na América Central e América do Sul através dos canais da AMC Networks.

Atualização: Em 14 de julho, o Deadline informou que as distribuidoras Signature Entertainment e Rialto Distribution adquiriram os direitos para o filme no Reino Unido e Austrália, respectivamente. No Reino Unido, a estreia de A Call to Spy está prevista para outubro. A estreia australiana deve acontecer logo em seguida.

Fiquei muito impressionado com o filme A Call to Spy quando o exibi no ano passado no London Screenings. O heroísmo extraordinário dessas mulheres se presta perfeitamente ao filme,” disse Williams, da Signature Entertainment. “Estamos orgulhosos e muito felizes em lançar A Call to Spy e esperamos dar a ele a atenção que merece e que o público do Reino Unido e da Irlanda conheçam mais sobre Virginia, Noor e outras mulheres incríveis que fizeram parte do que se tornou conhecido. como ‘O Exército Secreto de Churchill’.

O filme segue sem previsão de estreia no Brasil e América Latina.

Vanity Fair: Stana Katic é a Justiceira de ‘Absentia’

Usar o trauma como fonte de força foi algo que parecia orgânico para a personagem. E pareceu honesto,” a estrela fala sobre sua série de suspense atual da Amazon.

Um bom herói ainda é difícil de se encontrar. Pelo menos, um que permanece bom. É fácil se perder, ao tentar fazer a coisa certa, e é ainda mais fácil se encolher e nem querer mais lutar. Apenas os corações mais fortes superam isso. Essa foi a jornada de Stana Katic, em Absentia. A atriz e produtora executiva vê um paralelo entre o anjo vingador que ela interpreta na série de suspense e o tipo de protagonista que as pessoas anseiam ver agora, mesmo em seu escapismo. Alguém que levou uma surra, mas ainda se levanta para lutar. Alguém que poderia se afastar, mas é levada a poupar os outros da angústia que ela sofreu.

“Para mim, ela conversa com qualquer um que faz parte de uma comunidade vulnerável, uma comunidade em risco,” disse a atriz à Vanity Fair. “Responsabilidade, agora, é a coisa inspiradora. É inflexível. É direto, as mensagens são claras e não há como escapar disso. É isso o que esse personagem fala, no fim: ela não aguenta tolice. Eu acho que há muito a se inspirar em pessoas que adotam esse tipo de postura ativa.

Não é exatamente uma história do movimento #MeToo, mas sim uma história metafórica extrema. Na série da Amazon Prime (no Brasil, exibida pelo Canal AXN), que acabou de lançar sua terceira temporada em 17 de julho, a ex-estrela de Castle interpreta a agente do FBI Emily Byrne, que desapareceu por anos e foi declarada morta por ausência. (Daí o título da série.) Na verdade, ela foi mantida em cativeiro por um agressor sádico, mas desconhecido, e mesmo quando finalmente escapou, encontrou toda a sua vida apagada. O marido se casou novamente; seu filho era um adolescente que nunca a conheceu. Seus colegas da polícia duvidavam que ela tivesse coragem de voltar e se perguntavam se ela era cúmplice de seu desaparecimento. Sua segurança física foi violada; a história dela foi posta em dúvida; sua percepção estava ferida. Ainda assim, ela continuo com firmeza.

Esta é uma personagem que não teve domínio sobre seu próprio corpo e vida por muitos anos,” disse Stana Katic. “Acho que a jornada de alcançar um espaço de empoderamento, de usar o trauma como fonte de força, foi algo que parecia orgânico para a personagem. E pareceu honesto.

A cada novo capítulo da história, Emily aprendeu mais sobre o motivo pelo qual ela foi levada – mas a conspiração por trás de seu sequestro nunca foi o único foco. Ao longo da história, ela tem sido a justiceira, levada a impedir que outros enfrentassem destinos semelhantes, ajudando mulheres e crianças à margem da sociedade, às vezes a um grande custo para si mesma.

Absentia tem sido um sucesso discreto, desenvolvendo seguidores fortes, mas silenciosos, sem se tornar um assunto popular habitual. No entanto, seus fãs são intensamente dedicados e Will Pascoe (Orphan Black) acredita que isso provém da emoção mais profunda em jogo. “Se eu puder distrair alguém da vida dela por 10 horas, seja o que for que essa pessoa esteja passando, bom ou ruim – se eu puder apenas entretê-la, enquanto ela estiver sentada no sofá à noite, ótimo. Isso é 90% do meu trabalho,” disse ele. “Mas os outros 10% estão abertos à interpretação. Posso envolver o público em alguma coisa? Posso esclarecer o público sobre alguma coisa? E, finalmente, posso dar poder ao público?

Para Pascoe e sua equipe de roteiristas, nesta temporada foi uma chance da personagem de Stana Katic enfrentar algumas das coisas erradas que eles vêem no mundo real. “Eu queria falar sobre o que estava acontecendo na nossa fronteira sul e uma das nossas roteiristas, Katrina [Cabrera Ortega], que é mexicana-americana, estava vendo famílias serem separadas na fronteira e dizendo: ‘Se isso acontecesse quando os meus tataravós vieram, eu poderia não estar viva agora’,” ele disse. “Eu fiquei tipo, ‘Bem, então como colocamos a sua história na série de uma maneira que faça sentido no mundo dela e dos personagens e estando na Europa?‘”

Eles encontraram este ponto de entrada nos refugiados de guerra da Síria que chegaram à Europa, depois de serem expulsos de suas casas, por causa do derramamento de sangue. “Milhões foram deslocados. Para onde estão indo esses milhões? Então, vamos falar sobre isso, vamos dramatizar isso,” disse Pascoe. “Você vê a ascensão de governos de extrema-direita surgindo em todo o mundo e pensamos: ‘Está bem, podemos, podemos falar sobre isso?’ Analisamos as eleições que foram fraudadas, chantageadas e comprometidas. Conseguimos usar isso na série também? Vimos empresas antiéticas, nesta temporada há uma empresa farmacêutica. Sim, também podemos explorar isso. Ironicamente, mesmo que estivéssemos escrevendo isso [nessa] época, no ano passado, e nos preparando para começar a filmar em agosto, muitas coisas da temporada se tornaram realidade ou estão nas notícias e a frente agora.

Um dos benefícios de filmar uma série como essa é o fato de termos pessoas vindas de todo o mundo,” acrescentou Stana Katic. “Tínhamos pessoas dos EUA, de Israel, da Costa Rica, da Inglaterra, da Bulgária, da Austrália, da África do Sul, da França, da Noruega, do País de Gales, da Polônia, da Suíça. Todas essas pessoas, desde os  produtores, elenco e equipe, tiveram uma tremenda quantidade de engajamento e discernimento nessas experiências. Eles testemunharam essas coisas. Eles foram capazes de acrescentar profundidade porque viveram parte dessa vida.

Nenhuma série de TV de ação pode mudar o mundo, mas o mito e a narrativa podem recarregar as baterias das pessoas comuns que podem. “Para mim, esse é o empoderamento, a coisa esclarecedora e envolvente que espero que pelo menos uma pequena parte do público capte,” disse Pascoe. “Quando elas terminam a temporada, elas ficam online e leem sobre campos de concentração ou sobre separação de famílias na fronteira ou sobre empresas antiéticas que agem acima da lei. Então, isso os torna cidadãos mais engajados no mundo, o que, com sorte, torna o mundo um pouco melhor em algum momento no futuro.”

Se Absentia fosse apenas sobre a Emily, apenas sobre resolver seu mistério pessoal, ela poderia ter ficado sem energia depois de uma temporada. Em vez disso, Stana Katic disse que se orgulha de ela ter se tornado uma narrativa sobre como o mundo está cheio de Emilys, algumas com mais dificuldades diárias. A personagem também está marcada e muitas vezes vai longe demais. Isso também faz parte da jornada. Quando eles apelam, ela nem sempre é o ser superior. Mas ela está tentando.

Como é para alguém que já viu o pior da humanidade e que talvez tenha cometido alguns desses atos e é possível para essa pessoa alcançar a redenção?” Stana Katic perguntou. “Eles são capazes de se aproximar daquela pequena chama, dessa pequena luz dentro de si? Na Emily, ela escolhe a fazer isso, sim. É isso que a torna uma heroína. Não sem suas próprias complexidades, é claro.

Stana Katic e Will Pascoe respondem perguntas sobre ‘Absentia’ no Twitter

Em 13 de julho, horas antes da estreia da nova temporada de Absentia no Brasil e América Latina, Stana Katic convidoushowrunner da série, Will Pascoe, para se juntar a ela e responder perguntas de fãs no dia seguinte.

“Que tal ao invés de um #PergunteAStana a gente fizer um #PergunteaoWillEAStana, amanhã de manhã, 11h na Costa do Pacífico (15h de Brasília)? Se vocês toparem, Will Pascoe, nosso showrunner de Absenia e eu vamos twitar amanhã… sem spoilers!

Confira a tradução e as revelações sobre a terceira temporada de Absentia e, como a própria Stana Katic disse, sem spoilers!

Stana Katic: Ei pessoal! Will Pascoe e eu vamos fazer Perguntas e Respostas começando…
Will Pacoe:
Vamos lá!

Pergunta: Como é trabalhar com Stana Katic?
Will Pascoe:
Incrível. Sabia que ela era talentosa, mas não sabia o quão. E super inteligente na história.

Pergunta: Will, antes de fazer parte da equipe de Absentia, você assistiu a série?
Will Pascoe: Sim. Eu conhecia a série e havia assistido (a primeira temporada) e achei que era misteriosa e assustadora!

Pergunta: Cena preferida de luta que você gravou?
Stana Katic: Todas elas.

Pergunta: Quem você diria que é o melhor novo personagem apresentado nesta temporada e por quê?
Will Pascoe:
Não consigo decidir. Dawkins é um ótimo vilão. Kai é de partir o coração. Rowena é misteriosa e a Agente Thompson é engraçada.

Se o melhor amigo de Emily fosse um personagem de contos de fadas, quem seria?
Stana Katic
A Bela Adormecida, ela saberia como é.

Pergunta: Estar em diferentes países do mundo e gravando em Sofia afetou a pós-produção, durante a quarentena? Vocês foram forçados a mudar alguma coisa, comparado com o projeto inicial?
Will Pascoe:
Finalizamos as gravações antes da pandemia nos atingir. Mas a maior parte da pós-produção foi feita remotamente.

Pergunta: O que você faria se, de repente, encontrasse a Emily Byrne?
Will Pascoe: Eu seria muito legal com ela e tentaria não aborrecê-la ou mencionar água.

Pergunta: Você poderia nos contar um pouquinho sobre os bastidores e como era a atmosfera enquanto vocês gravavam?
Stana Katic: 
Era um pouco assim:

Pergunta: Quem é o seu personagem preferido de Absentia?
Will Pascoe: Emily, pois ela tem tanta profundidade. Mas Cal é misterioso. Nick é nobre. E todos os outros são únicos, o que os torna divertido de escrever.

Pergunta: O que você mais gostou em Absentia?
Will Pascoe: O elenco e a equipe. Completos profissionais. Bons pra cacete em seus trabalhos, que foi lisonjeante.

Pergunta: Quais são os seus animais espirituais?
Will Pascoe: O da Emily é o lobo. Fiquem de olho nesta temporada.

Pergunta: Qual personagem você acha que mudou mais ao longo das três temporadas?
Will Pascoe: Emily e Flynn. Vocês descobrirão porquê muito em breve.

Will Pascoe: Eu tenho erros de gravação da Stana. Tuitarei eles, quando for apropriado. Tenho duas aparições nesta temporada. É difícil de ver ou ouvir. Enviarei um presente para o vencedor que percebê-los.

Pergunta: Qual era a sua coisa preferida de se fazer durante um raro dia de folga, enquanto vocês ainda estavam gravando?
Stana Katic: 
Caminhada.

Pergunta: Para o Will, como você pode descrever o sentimento de quando se juntou à equipe de Absentia?
Will Pascoe
Muito feliz e aterrorizado.

Pergunta: Qual é a música da Emily desta temporada?
Stana Katic:
Uma mistura, começando com I Will Survive de Gloria Gaynor… e se tornando Masters of War de Bob Dylan.

Pergunta: Qual foi a coisa mais doida que vocês fizeram, durante as gravações desta temporada?
Will Pascoe
Há muitas coisas loucas a caminho. O trabalho dos dublês é do nível de filme. Apertem os cintos.

Pergunta: Quantos diretores a terceira temporada teve e como cada um de vocês trabalha com eles?
Stana Katic
Tivemos dois diretores diferentes esta temporada. Eles gravaram por dois blocos… então foi como gravar dois filmes. [Eles foram] Kasia Adamik (polonesa-francesa) e Greg Zglinski (polonês).

Pergunta: Teremos algum conteúdo de Riggs nesta temporada?
Will Pascoe:
Infelizmente, Riggs faleceu entre as temporadas. Muito estresse nesta família causou isso. Mas agora o cachorro do vizinho late muito à noite.

Pergunta: Veremos produtos licenciados de Absentia? Fazemos os nossos próprios produtos, mas não é a mesma coisa.
Stana Katic: Adoramos o que vocês fazem!!!

Pergunta: Gostaria de saber qual foi a cena mais emotiva em Absentia?
Will Pascoe
Tantas cenas. Há tanto coração partido e emoção nesta tempoada.

Pergunta: Qual episódio da terceira temporada foi o mais difícil em termos de gravação?
Will Pascoe:
O episódio final, para fechar todas as histórias. E como o lema desta temporada é “Não confie em ninguém”, colocar isso em um final satisfatório foi complicado.

Pergunta: O que vocês farão na sexta-feira à noite?
Stana Katic: Faremos uma festa para assistir Absentia!

Pergunta: Por que todos os títulos dos episódios são em latim?
Will Pascoe: A palavra Absentia é o latim para na ausência de, então achei que os títulos dos episódios deveriam refletir as origens latinas da série.

Pergunta: Como você descreveria o desenvolvimento da personagem de Emily ao longo das temporadas?
Will Pascoe
De vítima para libertadora e libertada.

Pergunta: Já estou apaixonada pela primeira e segunda temporada, o que podemos esperar da terceira?
Will Pascoe:
Uma jornada para todos os personagens e um comentário sobre o mundo em que vivemos hoje.

Pergunta: Qual episódios dessas três temporadas você acha que foi o mais difícil de gravar?
Stana KaticÉ difícil pensar na série em termos de “episódios”, já que gravamos a história toda como um filme. Por exemplo, a primeira temporada foi gravada por um diretor: Oded Ruskin… Na segunda, tivemos 3 diretores e na terceira, dois. Cada diretor gravou um bloco.

Pergunta: É uma boa ideia beber vinho, enquanto assisto a nova temporada de Absentia, já que haverá reviravoltas?
Will Pascoe: Apoio esta ideia.

Pergunta: Melhor comidinha para maratonar a terceira temporada? Tenho pipoca, isso é o suficiente?
Will Pascoe: Você vai precisar de mais.

Pergunta: Você acha que será possível ter o elenco todo de Absentia aqui na Itália algum dia?
Stana Katic: Qualquer coisa é possível… e, sem dúvidas, o elenco todo ficaria muito contente. Porém o Will diz que precisa estar lá [também].

Pergunta: Como você descreveria a terceira temporada?
Will Pascoe: Implacável.

Pergunta: Se você pudesse dizer qualquer coisa para a Emily agora, o que seria?
Stana Katic: Caramba, garota!

Pergunta: Vocês achariam que Absentia teria um grande público no Brasil como tem?
Will Pascoe:
Eu sei que a série aborda temas muito humanos e familiares, portanto é ótimo ouvir que esses elementos se traduzem por idiomas e culturas.

Pergunta: O que vocês mais sentem falta em grava Absentia?
Stana Katic: Rimos MUITO… sinto falta da nossa equipe.

Pergunta: O que você espera que os fãs aprendam com Absentia?
Will Pascoe:
Espero que ela abra seus olhos para o mundo ao redor de todos nós e nos torne mais engajados nas questões que estão acontecendo no momento. Vocês verão o que eu quero dizer.

Pergunta: Como showrunner, qual é o aspecto mais desafiador, ao assumir uma série que está na terceira temporada?
Will Pascoe: Se certificar de que você está se mantendo fiel ao que veio antes, mas ainda ser capaz de colocar a sua própria impressão nas coisas que acontecem.

Pergunta: Há alguma música que a Emily adoraria ouvir no primeiro episódio
Will Pascoe: The Clash. Mas não podíamos pagar por eles.

Pergunta: Que conselho você daria para a Emily?
Will Pascoe: Vai melhorar e você ficará bem no final.

Pergunta: Qual é o palavrão preferido da Emily?
Will Pascoe: “Puta merda!”

Pergunta: A Emily vai tirar algum cochilo esta temporada?
Will Pascoe: A pergunta que você deveria estar fazendo é: com quem ela vai cochilar?

Pergunta: Qualidade ou virtude que você admira na Emily?
Will Pascoe: Determinação.

Stana Katic: Fato interessante: Will Pascoe foi roteirista e co-produtor de Orphan Black

Pergunta: Vocês falaram para não ter spoilers, mas você poderia nos dar “um spoiler sem contexto”?

Pergunta: Vocês comeram muito pela Bulgária, enquanto gravaram? Havia alguma que você tinha que comer toda hora, mas não fazia bem para vocês?
Will Pascoe: Stana comeu esse prato de massa que o chef do nosso hotel fez e eu comecei a comer isso todos os dias, por uma semana.

Pergunta: Descreva o relacionamento do Flynn e da Emily em três emojis.
Stana Katic:
❤️🐺🦋
Will Pascoe: Três corações.

Pergunta: Qual é a bebida preferida da Emily?
Will Pascoe: Vodka.

Pergunta: Como será o relacionamento da Emily e do Flynn nesta temporada?
Stana Katic:
Nesta temporada, testemunhamos o crescimento de Flynn sob a asa protetora de sua mãe marginal. Essa iniciação produz mudanças irreversíveis na família, que Emily considera tão querida.

Pergunta: Descreva o final em uma palavra.
Will Pascoe: Satisfatório.
Will Pascoe: Longo?
Will Pascoe: Épico!

Pergunta: Quem tem o maior número de erros de gravações? (Além disso, teremos erros de gravações?)
Will Pascoe:
Tenho as imagens! Vou chantagear a Stana quando o momento chegar. (chantagem é um tema, nesta temporada.)
Stana Katic: 😂😂 Horrível!

Pergunta: E quanto entre a Emily e o Cal?
Will Pascoe:
Complicado e profundo.

Will Pascoe: A série é sobre família. Aqui está alguns membros dessa família do mundo real. Stana Katic com o diretor Greg Zglinski.

Will Pascoe: Aqui estão os roteiristas. E um cachorro.

Stana Katic: Obrigada, pessoal! Amamos fazer este #PergunteaoWilleaStana Perguntas e Respostas. Desligando agora. Espero poder encontrar uma maneira de fazer isso com vocês novamente, ao lado de mais colegas de elenco, em breve. Abraço, Stana e Will Pascoe.

Tradução e adaptação: Portal Stana Katic

Stana Katic divulga a terceira temporada de ‘Absentia’ no Good Morning America

Na manhã de ontem, respeitando o distanciamento social, Stana Katic participou ao vivo do Good Morning America, da ABC, para divulgar a terceira temporada de Absentia.

A atriz nos contou um pouco sobre a sua quarentena, passada ao lado dos pais e dos sobrinhos, “Quando a quarentena começou, muitos dos meus familiares se instalaram na nossa casa, então estávamos em 9 pessoas. Era uma família com várias gerações, tínhamos crianças de 1 a 7 anos, meu pais, minha tia e todo mundo circulava pela casa. Eu venho de uma família grande, sou uma entre seis irmãos, então isso é muito normal para mim.

Stana Katic também falou de seu amor por jardinagem e plantio de alimentos e como ela está aproveitando tudo isso, durante este período, “Demos uma de antigos e decidimos: ‘Tá, vamos dar o próximo passo com o plantio e nos sustentar com a comida que cultivamos.’ Foi algo que pudemos fazer com os meus sobrinhos, na propriedade, e com os meus pais. E agora temos alimentos incríveis e estou podendo aproveitar isso tudo, durante a quarentena.

A atriz contou que a terceira temporada de Absentia (que estreou no Brasil em 13 de julho no Canal AXN e nos Estados Unidos e outras partes do mundo, em 17 de julho) está repleta de ação e é bastante ousada. “Como em todas as temporadas, você quer progredir e elevar o nível e acho que, com certeza, fizemos isso esta temporada. Tivemos uma equipe incrível tanto aqui como na Europa e as pessoas vieram de todo o mundo para contribuir com ela. Todos os personagens têm um arco muito interessante e, definitivamente, tive minha parte de ação, ao longo dela.

E teve mesmo! Stana Katic treinou Parkour, boxe e Jiu-jitsu com atletas profissionais que faziam parte da equipe de dublês e coreografia de ação da série, “Eu estava aprendendo Parkour com atletas de verdade. Tipo, nossos dublês são atletas profissionais de outros lugares que estavam nos ajudando. Eles me ensinaram Parkour, boxe, Jiu-jitsu, tudo para agregar valor ou poder fazer a coreografia direito. Foi intimidador em alguns momentos, devo dizer, porque você está trabalhando com sete atletas que ficam, ‘Vamos correr até aquela parede de 2 metros e você vai ter que saltar sobre ela… Certifique-se de atirar nos caras maus e salte por ela.’ Então, foi interessante.

Absentia é exibida no Canal AXN todas as segundas-feiras, às 22:55h. A série completa está disponível no Vivo Play, Net NOW e no AXN NOW (site/aplicativo do Canal AXN, através do login da sua operadora de TV).

UOL: Stana Katic promete que 3ª temporada de ‘Absentia’ será ‘de roer as unhas’

Emily Byrne está de volta! Absentia retorna hoje ao AXN para sua terceira temporada com fortes emoções para a agente do FBI que ainda está trabalhando na retomada de sua vida após ter ficado desaparecida por seis anos. E não somos nós que estamos dizendo, mas a protagonista e produtora Stana Katic, que conversou com o UOL.

É uma temporada muito empolgante. Todas as interações entre os personagens fazem referência ao grande mistério de nossa história. Vai ser de roer as unhas, e estou muito orgulhosa da temporada.

Agora, Emily terá de lidar com as repercussões de um dos casos investigados por Nick Durand (Patrick Heusinger), enquanto segue tentando ser a melhor mãe possível para Flynn — que definitivamente está crescendo.

Muito do que motivou Emily nas duas primeiras temporadas foi o amor dela por Flynn, e o desejo de mantê-lo seguro. E acho que, nesta temporada, vemos Flynn crescer e sair debaixo das asas dela. Ela é uma mãe pouco convencional, e esse início dele na vida adulta também é.

Empoderamento

A trajetória de Emily é de altos e baixos, mas Stana ressalta que ela vem se empoderando ao longo das temporadas — o que tem tornado mais fácil e ainda mais interessante a experiência de interpretá-la.

Ela se empodera e realmente incorpora isso. Ela se apodera do seu corpo e abraça tudo que é positivo e negativo nela mesma, então se torna muito inspirador interpretá-la.

Esse processo também fez que com que, ao longo das temporadas, Emily exigisse menos de Stana psicologicamente. Fisicamente, por outro lado, já é outra história… “Fizemos uma quantidade louca de cenas de ação, tanto eu quanto os outros atores. É um desafio bem diferente“.

A atriz, aliás, faz questão de ressaltar que a ação é um dos elementos mais fortes dos novos episódios: “Tem muita ação, é sexy e empoderadora“.

Mal podemos esperar!